ESCOLA, CADASTRE-SE
Clique Aqui
 
Informações Úteis
Apoio ao Ensino
Conteúdo Alinhado aos Parâmetros Curriculares Nacionais
 
Histórias - Dicas Pedagógicas
Rio Grande do Sul
O Tesouro Perdido
 
São Paulo
Mistério nos Trilhos
Elaboração de Guia Turístico de Santo André: um olhar das crianças sobre Santo André
Objetivos:

1. Conhecer melhor a cidade de Santo André, seu patrimônio histórico e cultural por meio de pesquisas e saídas a campo, para escrever um Guia Turístico que sintetize a forma de olhar do grupo de crianças sobre esta cidade.

Materiais Necessários:
- Guias turísticos de diferentes localidades.
- Revistas, livros, folhetos informativos sobre Santo André.
- Cartões-postais, fotos antigas e atuais de paisagens, lugares, pessoas de Santo André.
- Mapas.
- Papel, lápis, giz de cera e canetinhas coloridas.
- Gravador (para realização de entrevistas com moradores).

Cena da chegada em Santo André
 
Desenvolvimento da atividade:

Professor(a)

Para complementar o passeio virtual pelo site www.navegamundo.com.br, pelos arredores de Santo André, pode-se propor às crianças um aprofundamento do conhecimento da localidade via pesquisa. Para tanto, sugerimos que proponha a seus(suas) alunos(as) a confecção de um Guia Turístico da cidade, que poderá ser desenvolvido com as sugestões da seqüência abaixo, ou mesmo incrementadas por você, conforme a disponibilidade de informações e vivências que obtiver ao longo desta pesquisa. Se quiser, pode ampliar o Guia para toda a região do ABC.
 
1- Após as crianças tomarem conhecimento do site www.navegamundo.com.br (Mistério nos Trilhos), propor uma roda de conversa, na qual possam falar a respeito do que puderam descobrir a respeito de Santo André e o que mais gostariam de saber, bem como fazer um levantamento das formas de buscar tais informações. Sugerir ao grupo a produção de um Guia Turístico da cidade com as informações que irão estudar. Inspirados na sábia personagem Milu, que faz seus registros, as crianças também poderão fazer os seus, desta vez por meio de um Guia Turístico.
Milu
 
2- Selecione alguns guias turísticos de diferentes regiões e peça às crianças que façam o mesmo, para que possam conhecer melhor este portador de texto e analisar sua estrutura, fazendo um levantamento do que consta nele, como as informações estão organizadas, como é ilustrado, etc.

A partir dos tópicos selecionados dos guias turísticos (tais como história, lazer, cultura, etc.), as crianças formam grupos de pesquisa, responsabilizando-se por dividir as tarefas de busca de novas informações. Um grupo pode ficar responsável por pesquisar “jogos e brincadeiras da região”, outro por “curiosidades”, outro por “‘causos’ interessantes”, e assim por diante.

As crianças formam grupos de pequisa
 
3- Iniciar a busca de informações pesquisando palavras-chave na Internet. É importante que as crianças participem desta discussão para que possam, com o tempo, fazer esta pesquisa de forma autônoma. Ex. podem pesquisar por “Santo André”, “Município de Santo André”,

“Grande ABC”, “Patrimônio histórico Santo André”, etc. As informações mais interessantes podem ser gravadas pelas crianças em documento word no próprio computador, cuidando de citar as fontes para posterior socialização e mesmo para pesquisas.

O professor pode explorar situações cotidianas ligadas ao universo das crianças da idade dos personagens, como brincadeiras locais. Do que as crianças gaúchas, afinal brincam? Isso está dentro do universo da faixa etária ao qual o site é destinado. Saber que um mesmo jogo, como bolinha de gude tem denominação diferente, formas de se jogar diversas pode ser muito interessante. A troca de e-mails entre escolas de diferentes estados poderá ser muito rica.

Iniciar a busca de informações pesquisando palavras-chave na Internet
 
4- Propor às crianças que escrevam cartas e e-mails informando sua intencionalidade de pesquisa, para envio a seus pais, comunidade, bibliotecas da cidade, órgãos públicos, solicitando ajuda e meios de obter mais informações para as suas investigações.

5- Todas as pesquisas feitas por determinados grupos devem ser compartilhadas com os demais que opinam acerca das informações mais relevantes e interessantes para se compor o guia da classe.

O diário de Milu
 
6- Programar visitas a pontos turísticos, cuidando para, no dia, levar material de registro: máquinas fotográficas, pranchetas, papel e canetas para registro de entrevistas e desenhos de observação dos locais visitados. Após cada uma dessas visitas, os grupos sistematizam as informações para compor o Guia.
O celular de Filé
 
7- Convidar moradores antigos para conversarem sobre a história da cidade e suas transformações ao longo do tempo. Tais dados podem compor o item de curiosidades acerca da cidade. Alguns depoimentos podem ser gravados para ser transcritos no Guia.
Cena da história é apresentado para as crianças João Ramalho, o fundador de Santo André
 
8- A História está diretamente relacionada à Geografia de um lugar e vice e versa. Nesta pesquisa para o Guia Turístico, procure explorar esta relação. Estudar as bacias hidrográficas da região e sua grande importância para o desenvolvimento de Santo André é uma das formas das crianças começarem a refletir neste contexto histórico e geográfico. Analise com seu grupo o enredo da história Mistério nos Trilhos e os diários da Milu, no qual ela compartilha o contexto da ocupação de Santo André, dos problemas causados na natureza, por interferência do homem, assinalando algumas soluções para tanto. Proponha, em seguida, que as crianças apontem soluções tais como a Milu faz. Procure colocar as crianças em contato com profissionais especializados das Universidades locais, órgãos públicos e ONGs Ambientais para que possam se aprofundar nestas questões, como por exemplo, o uso da água pelo homem.
Cena em que Milu convida o pessoal para procurar um esgoto para mostrar onde a água não é tratada
 
9- Em várias etapas, as crianças precisam ser convidadas a ir revisando os textos que vão selecionar para compor o Guia Turístico. É conveniente, neste caso, saber que qualquer material público precisa de revisores. Se lerem os créditos de qualquer Guia, vão encontrar este profissional. No momento da revisão também é hora de diagramar o material, ainda que caseiramente, cuidando das ilustrações, que podem ser fotos retiradas da Internet ou de própria autoria das crianças, bem como desenhos.

10- Fazer um lançamento oficial do Guia, convidando familiares e comunidade.

Cena final da história